O HOMEM QUE OS EUA DESTROEM AOS POUCOS: BRADLEY MANNING

Assim como eu (acesse aqui), o valoroso companheiro Carlos Lungarzo avalia que, estando Julian Assange a salvo do pior, agora a situação mais crítica, no Caso WikiLeaks, é a do soldado Bradley Manning: ele vem sendo destruído psicologicamente numa masmorra dos EUA que, torturas excetuadas, é pior ainda que os DOI-Codi’s da ditadura militar brasileira.

Recomendando enfaticamente a leitura integral do artigo de Lungarzo, Bradley Manning: vítima do fascismo americano (acesse aqui), reproduzo os trechos principais: 

Manning está preso numa horrenda masmorra dos EEUU por um delito que, numa sociedade sadia e pacífica seria considerado uma honra: ter ajudado Wikileaks a difundir a verdade sobre os crimes de guerra, assassinatos de civis, massacres de pessoas indefesas e outras violações praticadas pelos invasores americanos em Iraque.

Em realidade, sua participação nos vazamentos de Wikileaks não tem sido provada, mas esse argumento é irrelevante para sua defesa. Se ele não vazou essas informações, é uma vítima. Se ele vazou essas informações, é um herói.

Em ambos os casos merece o maior respeito e a maior solidariedade de todas as pessoas que se consideram humanas, pacifistas e inimigas de qualquer forma de fascismo…

Manning é mantido durante 22 horas por dia, numa cela solitária, sem travesseiro, lençóis nem objetos pessoais desde julho de 2010.

Anistia escreveu ao secretário de defesa dos Estados Unidos, Robert Gates, pedindo que Manning seja objeto de um trato humano. Nos dias seguintes, ele sofreu restrições e penalidades ainda maiores.

Com o pretexto de que ele está em risco de suicídio foi despossuído das roupas externas e de seus óculos, que são imprescindíveis por causa de sua alta miopia.

Estas restrições foram eliminadas pouco depois, mas ele é ainda considerado como detento de máxima custódia, apesar de não ter qualquer antecedente de violência.

Durante as visitas, ele é algemado nos pulsos e nos tornozelos, uma praxe cruel e sádica, sendo que ninguém consegue fugir o rebelar-se numa prisão de alta segurança, muito menos fazer refém uma visita.

O governo americano está colocando em risco sua saúde mental, pois a cada 5 minutos o pessoal de custódia olha para ele através da janela de sua cela, e controla as barras do xadrez mesmo quando está dormindo.

Os advogados de Manning dizem que todas suas reclamações são ignoradas pelas autoridades.

FAÇO UM FORTE APELO AO PARLAMENTO BRASILEIRO PARA APRESENTAR UM PEDIDO AO CONGRESSO AMERICANO EM FAVOR DE MANNING ONDE SE SOLICITE:

  1. Colocar Manning em liberdade, ou então, mostrar claramente qual é a acusação. Fazer notar ao governo americano que a prisão de Manning está em contradição com a Primeira Emenda Constitucional…
  2. Durante o tempo que ele continue preso, transferi-lo a uma prisão normal e dar-lhe todos os direitos de um detento não acusado, como trabalhar na prisão, estudar, escrever, poder mover-se livremente em seu interior, socializar-se com outras pessoas, não ser algemado, não ser especialmente vigiado, etc.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s