PELA 1ª VEZ É DEDICADO UM DIA AOS DESAPARECIDOS POLÍTICOS NO BRASIL

Hoje (3ª feira, 4) transcorre em São Paulo o Dia Estadual em memória dos mortos e desaparecidos políticos. Trata-se da primeira vez em que se presta tal homenagem em qualquer estado ou município brasileiro.

A Lei nº 14.594, reverenciando os resistentes tombados na luta contra a ditadura de 1964/85, resultou de um projeto apresentado pelo deputado Carlos Giannazi (PSOL), tendo sido sancionada em outubro último pelo governador Geraldo Alckmin.

A data escolhida foi a da abertura, em 1990, da primeira vala clandestina em que os agentes da repressão ditatorial sepultavam secretamente suas vítimas, no cemitério de Perus, na Grande São Paulo. A mobilização para que a verdade fosse relevada e alguns restos mortais resgatados foi encabeçada pelo ex-preso político Ivan Seixas.

Na época, Giannazi assim justificou sua iniciativa:

 Um desaparecimento forçado consiste em um sequestro conduzido por agentes do Estado, ou por grupos organizados que agem com o apoio ou a tolerância do Estado, em que a vítima ‘desaparece’.

 Desaparecimentos forçados foram usados primeiramente como forma covarde e violenta de repressão política na América Latina durante os anos 1960.

 Estima-se que mais de 90.000 pessoas tenham desaparecido nessa região.

No Brasil, durante o período da ditadura militar, o número chega a quase 400 pessoas, dentre as mortas e as desaparecidas.

A violência, que ainda hoje assusta o País, menos óbvia, mais ainda presente, tem raízes em nosso passado escravista e paga tributo às duas ditaduras do século 20.

Jogar luz no período de sombras e abrir todas as informações sobre violações de Direitos Humanos ocorridas no último ciclo ditatorial são imperativos urgentes de uma nação que se pretende verdadeiramente democrática.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s