SÃO PAULO PODE PARAR, SIM! A AES APAGÃOPAULO CONSEGUIU.

Durante o Caso Battistti, era comum eu ser tirado do ar por hackers fascistas; tanto que acabei aprendendo o caminho das pedras e restabelecia o blogue quase que instantaneamente.
Mas, defender-me do descaso de uma multinacional é mais difícil. A AES, sediada nos EUA, conseguiu a proeza de me manter afastado do micro por 26 horas seguidas.
Os tucanos lhe entregaram numa bandeja o serviço de distribuição de energia elétrica na cidade de São Paulo e em parte da região metropolitana. Presta um serviço simplesmente deplorável.
Nesta 6ª feira (24), após um temporal que provocou a queda de muitas árvores e afetou boa parte da rede, a AES Eletropaulo fez os reparos com angustiante morosidade, comprovando mais uma vez que não possui estrutura para administrar as emergências do seu ofício. Será hilário se sua (in)competência for posta à prova durante a Copa de Mundo…
Pior ainda é a total irresponsabilidade com que sua central de atendimento vai garantindo que o fornecimento será restabelecido num horizonte próximo (no máximo, três horas adiante), sem que a promessa seja honrada. 
No meu edifício, foram uns oitos chutes para fora do estádio. Levou um dia para a equipe de reparos dar as caras no bairro e nem duas horas para solucionar o problema; enquanto isto os clientes, justificadamente indignados, ainda por cima eram feitos de otários. 
Ora, quem liga para pedir tal informação, geralmente vai agir em função dela; sabendo-se condenados a espera tão longa, muitos se refugiariam em casas de parentes, amigos, ou mesmo em hotéis. Ainda mais os que têm crianças pequenas.
Então, a desinformação leviana e contumaz, neste caso, é, moralmente, criminosa; e, legalmente, deveria ser considerada delituosa e punida como tal. Meras multas não adiantam, como os paulistanos estão carecas de saber.

A AES há muito concluiu ter feito um mau negócio, então nem de longe investe o necessário, enquanto tenta, sem sucesso, passar o abacaxi adiante. O governo federal se omite. A agência reguladora não passa de uma agência apaziguadora.  E a população da maior cidade da América do Sul é tratada a pontapés.

Se queres um monumento à privataria tucana, eis o ideal: a AES Apagãopaulo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s