CONHEÇA A MELHOR CANÇÃO JÁ DEDICADA A UMA BRUXA

Já que as bruxas estão na crista da onda, aproveitei para disponibilizar a melhor das músicas a ela dedicadas: “Isobel Goudie” (1972).
Foi de um conjunto de rock escocês, The Sensational Alex Harvey Band, a iniciativa de homenagear a mais famosa bruxa do seu país.
Isobel, presumivelmente, nasceu em 1632 e, aos 30 anos, foi acusada de feitiçaria. Sob tortura, confessou haver sido iniciada por um homem cinzento, que a teria submetido a sofrimentos extremos.
Quanto ao xis da questão, yo no creo en brujas, ponto final. Para mim, não passavam de mulheres reprimidas que precisavam de pretextos sobrenaturais para darem vazão a seus desejos carnais. Iludiam a si próprias e canalhas sanguinários como Torquemada as faziam de espantalhos para reforçarem o jugo da Igreja.
Espantoso mesmo é que a última bruxa européia, Anna Göldi, tenha sido executada em 1782 e cá neste grotão inalcançável pela civilização ainda haja hordas capazes de chacinarem uma coitada por causa de mero e ridículo boato.
Então, como aqui continua sendo o fim do mundo, vale encerrar com outra canção marcante: “Marginália II”. Desde que Gilberto Gil e Torquato Neto a compuseram, em 1968, a geléia geral brasileira permanece inalterada. O passar dos anos, no nosso caso, não significa evolução.

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s