IN MEMORIAM

Este é o primeiro Dia das Mães em que só participo da alegria das minhas filhas.
Há situações na vida em que nada há para se dizer; tudo soa menor, canhestro ou piegas.
Posto a emocionante Mamãe Coragem, do Caetano Veloso e Torquato Neto. A canção que marca nas minhas lembranças a primeira separação da minha mãe, quando dela me afastei com “um beijo preso na garganta, um jeito de quem não se espanta”, ao encontro do olho do furacão.
A segunda, definitiva, não ficou associada a nenhuma música. Apenas a um dia cinzento e ao telefone tocando para me alertar do há muito esperado, mas, nem por isto, mais facilmente assimilado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s