O ESQUEMA DE (IN)SEGURANÇA DA COPA LOTARIA TRÊS ESTÁDIOS

O jornal eletrônico Brasil 247 informa (leia a íntegra aqui): vai ser desencadeada durante o Mundial da Fifa uma “operação de guerra [que] envolverá 57 mil militares e mais 100 mil agentes de segurança, com custo total de R$ 1,9 bilhão”. 
Participarão “tropas do Exército, Marinha, Aeronáutica, Força Nacional e Polícia Federal, centros integrados de monitoramento e uso de aviões, helicópteros e navios de guerra”. 
Nem o Médici faria melhor…
Anúncios

8 comentários

  1. Infelizmente vc esta se tornando um esquerdista hipócrita que se afastou da ideologia social, mais importante que qualquer ideologia politica que se defenda.Vc queria o que?….um evento desse porte a mercê de manifestantes depredadores? Ta certo o governo em cuidar do evento.Tristemente, por causa de sua agruras durante a ditadura vc não suporta ver militares em esfera alguma.Vc envelheceu com o coração amargurado e com o pensamento congelado na UTOPIA.Esquerdista de araque!!!!!…..assinado Maurício Santos.

    Curtir

  2. Maurício, a minha “ideologia social” tem como objetivo maior o fim da exploração do homem pelo homem, pois é o único caminho para se resolver verdadeiramente os problemas da nossa sociedade.

    E nunca deixei de buscar tal objetivo, portanto hipócrita eu não sou.

    Da minha parte, considero hipócritas os que também lutavam contra o capitalismo e agora se conformam em apenas obter dele pequenas concessões aos explorados. Os que já foram dignos revolucionários e hoje se tornaram meros reformistas. Estes sim é que envelheceram mal.

    Quanto ao policiamento na Copa, algum seria mesmo necessário, mas 159 mil agentes é dose cavalar, excesso chocante e aberrante, exibição de força típica de ditaduras.

    Se não estivessem tão distantes do povo, os governantes não precisariam esconder-se atrás de tantos tiras e tantos milicos.

    A utopia é que conduz a humanidade adiante, em sua caminhada para atingir estágios superiores de civilização. Sem ela, estagnamos. Exatamente como o PT estagnou depois que se aburguesou e deixou de sonhar. Já não inspira mais as massas e, cada vez mais, as teme e tenta controlar.

    Curtir

  3. O policiamento esta ali por todos, nao apenas para proteger governantes.Quanto a capacidade do PT de encantar as massas creio oque sua observação seja duvidosa, um vez que o PT vem obtendo sucesso em sua política sociais assim como vem tendo reiterado seu governo já a 3 pleitos.A massa a que vc se refere so pode ser a massa cheirosa.De minha parte so cabe o elogio atitude de policiar o evento.Todos se sentirão mais seguro.Tem que use um canhão para matar uma formiga.Isso não e um ringe com equiparaçao de forças…isso é a vida real.Mauricio Santos.

    Curtir

  4. Maurício,

    nossa repressão até agora tem se comportado nas ruas como Gestapo, nunca como polícia britânica. Desce o cacete nos manifestantes com fúria bestial. Você vai ver o que os jornalistas estrangeiros escreverão sobre o que aqui se considera normal.

    Se as massas não estivessem cada dia mais desencantadas com o PT, haveria clima de Copa por aqui. Não há. Operações de guerra, como o esquema de segurança da Copa, são reveladores de que há uma guerra latente. O PT já não controla as massas. Seguiu o mesmíssimo caminho do PMDB e PSDB, partidos que começaram na esquerda e não pararam mais de “endireitar”.

    Exibição de força é coisa de ditadura, repito. Países civilizados sempre usaram só a realmente necessária.

    Curtir

  5. Ah…mas ai vc tocou no ponto nevrálgico…nao somos ainda um pais civilizado.Num pais civilizado os protestos nao teriam restrição de patrimônio público nem particular, estes por sinal nao tem nas ver com qualquer reivindicação vinda das ruas.Num pais civilizado az questões teriam pautas.Eu atribuo muito mais encantamento do povo com a atitude dos militares em combater o vandalismo do que o seu aludido desencantamento com o governo.Ja existe inclusive pesquisa nesse sentido.Me admira muito, vc como blogueiro nao perceber que todo esse sentimento contra a copa é uma manipulação politica, encabeçada por forças que vc tanto combate e ao mesmo tempo apoia.Mauricio Santos.

    Curtir

  6. É a velha questão de quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha. Para libertários, a truculência bestial da repressão é que causa reações desse tipo.

    Para conservadores, os trogloditas fardados são anjinhos e os jovens manifestantes, “vândalos”.

    Pela posição que toma e pelo jargão que adota, cada um define quem é e de que lado está.

    Quanto ao povo brasileiro, é um dos mais dóceis ao autoritarismo que existe. Quer sempre se vergar à vontade dos homens fortes. Vai sempre se vergar ao chicote das “otoridades”.

    Nós, os de 1968, nos imolamos para tentar mudar essa história infame. E esses bravos jovens que estão protestando nas ruas, seguem nossos passos.

    Curtir

  7. Celso,sinceramente não acredito que vc possa comparar “esses jovens bravos que estão protestando nas ruas” com a atitudes que vcs tiveram em 1968, que historicamente louvo!!!!…são duas realidades diferentes.na época vcs lutavam contra uma ditadura implantada na marra, e por isto se tornaram meus heróis, essa rapaziada que esta nas ruas nem de longe se compara a vcs.Eles não tem ideais, não tem nenhum sonho utópico e se bem me lembro v cs não saiam por aí destruindo patrimônio alheio como estão fazendo agora.Mas emfim, não entendo por que vc tanto defende esses Black Blocks, seu sentimento humanista deveria abominar tudo isso.Maurício Santos

    Curtir

  8. Maurício,

    como o Marcuse previa há mais de meio século, temos hoje outro tipo de ditadura, exercida pelo poder econômico, que satelizou o poder político e domestica/manipula os trabalhadores cientificamente, por meio de sua indústria cultural.

    Que mesmo assim ainda exista quem queira ir além desse capitalismo putrefato que conduz a humanidade à extinção, é extremamente auspicioso.

    Ainda mais quando boa parte da esquerda se descaracterizou, passando apenas a gerenciar o País para os capitalistas, ao invés de lutar contra eles.

    Quanto a alguns bancos depredados, não sou eu que vou chorar por eles. Aliás, também em 1968, sempre que podíamos, mandávamos pedras contra as vidraças do First National City Bank.

    Vale lembrar a frase imortal de Brecht, de que o roubo de um banco é um delito de magnitude infinitamente inferior ao crime de fundar um banco.

    Enfim, mesmo incorrendo em alguns excessos, esses jovens são a esperança que resta, pois ainda têm brios e coragem para confrontarem o capitalismo. O que não se pode dizer da velha esquerda e seus partidos que, de concessão em concessão, se tornaram tão inofensivos quando os leões desdentados.

    Abs.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s