MUNDIAL 2014/15º DIA: AS ARMAS E OS BARÕES ASSINALADOS…

…Que da gloriosa pátria lusitana,
vieram como nunca dantes animados.
Contra seleções do nível de Gana
Não foram nada além de esforçados,
tropeçando em casca de banana!
(Celsões)

Os gajos devem estar mortos de vergonha, por terem perdido a vaga para uma seleção com tradição futebolística nem de longe comparável à deles. 
Infelizmente, o brasileiro (naturalizado) Pepe tem grande parte da culpa: falhando no 2º gol alemão e se fazendo expulsar logo depois, deu decisiva contribuição para Portugal iniciar o Mundial com o pé esquerdo (0x4). O saldo negativo acabaria sendo decisivo para a eliminação.

Mas, pior mesmo foi não ter conseguindo impor-se ao amadoresco selecionado estadunidense. No jogo que precisava vencer, perdia até os últimos minutos. O empate (2×2) que a ingenuidade do adversário lhe propiciou só serviria para prolongar sua agonia (cantei esta bola…).

A catástrofe se consumou quando foi incapaz de golear Gana, vencendo-a por míseros 2×1, enquanto os EUA conseguiam perder dos alemães apenas pela contagem mínima. Os EUA ficaram com saldo 0 e Portugal, -3.

Azar de Cristiano Ronaldo que, com 29 anos, talvez não tenha outra chance de ganhar uma Copa do Mundo. Nesta 5ª feira, ele pareceu estar finalmente recuperado da contusão causadora do seu desempenho opaco nas partidas anteriores. Finalizou várias vezes, mandou uma bola na trave, exigiu boas defesas do goleiro Dauda, mas também desperdiçou uma chance incrível ao cabecear à queima-roupa com mais força do que direção, em cima do goleiro. 

Curiosamente, o mesmo Dauda lhe ofereceu numa bandeja o gol de desempate (2×1), aos 35′ do 2º tempo: ele espalmou infantilmente uma bola alta que poderia ter segurado, mandando-a na direção da marca de pênalti, bem onde estava o CR7.

Mas, já não havia tempo para os gajos fazerem os três gols que os salvariam do vexame.

A Alemanha derrotou os EUA por 1×0, novamente sem convencer. Chegou até a tomar sufoco no finzinho. Quem esperava ver blitzkriegs em todas as partidas deve estar pedindo seu dinheiro de volta…

A Argélia  lutou muito para empatar com a Rússia por 1×1, garantindo o direito  de levar uma surra dos alemães nas oitavas. O goleiro Akinfeev nega que o raio laser emitido contra seu rosto tenha sido responsável pela vacilada no tento argelino, mas o juiz turco jamais deveria ter autorizado a cobrança da falta naquelas condições.
Finalmente, a Bélgica manteve os 100% de aproveitamento ao vencer preguiçosamente a Coréia do Sul por 1×0. Mereceu as vaias recebidas.
BALANÇO – O destaque individual da fase de grupos foi, claro, Messi, que desencantou de vez neste Mundial: não só marcou quatro vezes, mas foram quatro golaços. E coletivo, a Holanda, chegando até a lembrar a laranja mecânica que deslumbrou o mundo em 1974.
O grande jogo das oitavas deverá ser Holanda x México, com óbvio favoritismo da primeira, mas possibilidade de surpresa. É o melhor escrete mexicano que já vi disputar uma Copa.
São francas favoritas as seleções da Alemanha (que pega a Argélia), Argentina (x Suíça), Bélgica (x EUA), Brasil (x Chile), Costa Rica (x Grécia) e França (x Nigéria). 
O Uruguai deveria passar pela Colômbia, mas a exclusão de Suárez tornou a partida imprevisível.  Feras feridas, os uruguaios poderão ganhar em motivação o que perderam em talento.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s