JÁ COMEÇOU A CAMPANHA DE DESQUALIFICAÇÃO DA MARINA

Emir Sader é um sociólogo petista que se apresenta também como cientista político. Fez, claro, um doutorado que lhe dá o direito de portar título tão pomposo, mas eu acho graça em atribuir-se cientificidade à política. 
Para entendermos os lances atuais da nossa política e dos nossos políticos profissionais, melhor instrumental nos dão Freud e Agatha Christie. Para explicar-nos os episódios do passado, bastam os historiadores. E, sem possuir estatísticas a respeito (alguém as tem?), suspeito que a taxa de acerto dos prognósticos de cientistas políticos seja inferior à de cartomantes, tarólogos e jogadores de búzios. 
O certo é que não vi ciência nenhuma na análise de Sader a respeito da candidatura de Marina Silva à Presidência da República, apenas wishful thinking de quem a teme e, desde já, a combate. Começando pelo título: A direita quer que Marina seja sua tábua de salvação (acesse o artigo clicando aqui).
Ou seja, é preciso martelar na cabeça do eleitorado de esquerda uma inexistente associação entre Marina e a direita, para favorecer a candidata que, como presidenta da República, jamais peitou pra valer o grande capital, o agronegócio, os bancos, os picaretas que exploram a fé e os militares que debocham da Comissão da Verdade, entre outros. E que nem sequer teve a coragem de dar asilo a Edward Snowden, mostrando ser uma criatura bem pior do que o criador, pois Lula não virou as costas a Cesare Battisti.
Para preservar sua respeitabilidade acadêmica, lá pelas tantas Sader coloca esta ressalva, seguida de mais veneno:

Plenamente dispostos (?) a enterrar definitivamente ao (?) debilitado Aecio, a(?) vozes  da direita se excitam, entre frenesi e angustia de perder essa oportunidade. Não importa se Marina não é uma pessoa confiável. Que pode assustar os empresários do agronegócio. Que tenha suas manias ecológicas. O que importa é tirar o PT do governo. Depois a gente vê. Se ela  chegar a ganhar, vai precisar do apoio parlamentar e dos governadores tucanos, vai precisar da mídia. Se dá uns apertões e ela vai ceder, até porque não tem apoio próprio.

Erros de concordância e de regência à parte, o certo é que Marina bate de frente, sim, com o capitalismo. E exatamente no que ele tem de mais terrível e ameaçador nos dias atuais: o fato de estar simplesmente encaminhando a espécie humana para a extinção. 
Marina merece ser tratada com respeito, sem jogo sujo.
Se danosa ao extremo é a exploração do homem pelo homem e se deveríamos chorar lágrimas de sangue por continuar havendo tanta miséria e sofrimento inútil quando já estão dadas as condições para todos os seres humanos disporem do necessário para uma sobrevivência digna, é no front ecológico que se trava a batalha primordial do momento. Ou desarmamos a armadilha em tempo, ou poderá não existir século 22. 
Precisamos mudar radicalmente a sociedade em que vivemos, mas a prioridade primeira é assegurarmos que vá haver um amanhã, caso contrário todo o resto será inútil. Simples assim. E Marina, com “suas manias ecológicas”, está bem no centro desta discussão, a mais importante para a humanidade quando já se vislumbra o Leviatã no horizonte.
Quanto à base parlamentar para garantir a tal da governabilidade, é engraçado o Sader tocar neste assunto, se lembrarmos que foi ela o motivo de o PT haver traído tantos princípios, incorrido em práticas tão condenáveis e colado sua imagem à de figuras execráveis como Paulo Maluf, José Sarney, Fernando Collor, Renan Calheiros, Jader Barbalho, ACM e que tais.

Marina é uma incógnita e Dilma, a certeza de que tudo permanecerá como dantes no quartel de Abrantes. Terá a acriana disposição e garra para, eleita, lutar verdadeiramente contra a podridão política, ao invés de a ela se adequar, ainda que a contragosto e cedendo a chantagens, como o PT tem feito desde 2002? Honestamente, não dá para sabermos agora.

Futrica de Sader: candidatura de Marina conviria à direita.
Assim como Sader não tem como saber se bastam “uns apertões e ela vai ceder, até porque não tem apoio próprio” -a opinião que ele atribui aos direitistas mas, no fundo, no fundo, quer mesmo é plantar na cabeça dos seus leitores. Os incautos podem passar batidos por tais sutilezas, mas não um jornalista veterano como eu.
Enfim, sugerir que adversários pertencentes ao campo da esquerda estariam sendo circunstancialmente úteis para a direita, sem exibir evidência nenhuma de anuência da parte deles, é apenas futrica -cujo arsenal, segundo Sader, já estava quase esgotado do lado da direita, mas parece ser inesgotável nos arraiais de certa esquerda que nada aprendeu nem esqueceu desde o stalinismo.

Por último, como sou um mero comunicador e não almejo à respeitabilidade acadêmica, vou fazer um paralelo futebolístico. Depois de o grande goleiro do tricolor paulista, falhando três vezes, propiciar nova desclassificação de sua equipe, o comentarista Juca Kfouri aconselhou-lhe a aposentadoria: “Rogério Ceni precisa escolher se gosta mais do São Paulo ou de si mesmo”.

O PT também precisa decidir se gosta tanto de si mesmo a ponto de colocar em risco a permanência da esquerda no Palácio do Planalto. Pois só não vê quem não quer que, num 2º turno entre Dilma e Aécio Neves, o PSDB terá suas chances muito aumentadas em função do desgaste acumulado pelo situacionismo em três governos sucessivos, do desempenho pífio da economia brasileira e do desencanto que todos percebemos existir e já pipoca nas ruas faz mais de um ano.

Enquanto isto, a carismática Marina, personificando a mudança e trazendo esperança, tiraria a escada de Aécio (o antipetismo), deixando-o pendurado na brocha.

É algo em que os petistas deveriam pensar, antes de utilizarem contra uma adversária métodos que pegam mal até mesmo quando usados contra os inimigos.

Anúncios

27 comentários

  1. Celso, beleza ?

    Estamos numa teia institucional em que continuamos a votar em pessoas e não em partidos. Isso vale para todas as instâncias de representação.
    Você afirma que Mariana é uma incógnita, mas eu discordo. Ele esteve no governo Lula até 2009, perto do fim do prazo para ela se desincompatibilizar para concorrer Às eleições de 2010. Além do mais, não me lembrou de nenhuma crítica dela às alianças “táticas” do seu então partido. É o que penso.

    Curtir

  2. Companheiro anônimo,

    cada macaco no seu galho. A ministra do Meio Ambiente não tinha obrigação de criticar a PROMISCUIDADE (chamar de “aliança tática” é dourar a pílula demais…) com os Malufs da vida. Afinal, tinha as próprias batalhas para travar.

    E sua saída do PT foi conflituosa, tanto quanto a do Plínio de Arruda Sampaio, da Heloísa Helena, do Ivan Valente e até a minha, bem antes de todos eles. Só não consigo entender o que o Suplicy ainda está fazendo lá…

    Abs.

    Curtir

  3. Gostaria de ter uns dez por cento da capacidade intelectual sua, Celso. Então iniciado este meu comentário com tal reconhecimento, que me perdoe por isso. No entanto, com a cultura mediana que disponho, senti-me na obrigação de fazer das tripas, coração após ler esse seu post. Tinha-o entre os favoritos em minha barra de ferramentas. Estou retirando-o por somente ler com calma suas idéias sobre a atualidade brasileira. Não tenho dificuldade alguma em associar Marina à Direita. Itaú, Natura, banqueiros em geral adoram-na. Menor dificuldade tenho ainda para ver nela um sentimento não admitido por ter sido preterida à candidatura do e pelo Lula. A ordem, todos o sabem é retirar o PT do poder, lembrando as palavras do ociólogo FHC, não importando quem venha a substituí-lo no Poder Executivo. Diante disso, acho no mínimo deselegante você tratar como “futrica do Sader : candidatura de Marina conviria à direita.” (ipsis literis de seu texto). Quanto a sua apreciação de um desempenho pífio da economia brasileira, aí nego véio, você extrapolou de sua argúcia e só fez repetir os slogans tão pobres em seu teor de argumentação utilizada pela Opósicinha para nos convencer de coisas inconvencíveis: inflação descontrolada; desindustrializaçãodo país; tarifaço à vista entre outros. Optei por não mais acessar seu blog por esse conjunto de idéias suas, tão semelhantes à da Direita que pretende nos fazer retornar ao róseo período FHC. E não vislumbro qualquer traço de ingenuidade em suas colocações, porque ingênuo, você não o é.

    Curtir

  4. Wagner,

    o que vc toma como certeza absoluta -geralmente coisas plantadas na internet por manipuladores sem o mínimo compromisso com a veracidade da notícia- não o é para um jornalista.

    Como não tenho condições de apurar tudo pessoalmente, baseio meus juízos UNICAMENTE no que acredito provir de fontes isentas. Desconsidero tudo que me pareça mera desqualificação.

    Tudo que de confiável li sobre ela embasa minha convicção de que a Marina é a melhor saída para este momento em que o petismo está visivelmente esgotado e a volta dos tucanos é, sob todos os aspectos, indesejável. A vitória de um desses não seria aceita facilmente pelo outro e existiriam enormes riscos de turbulência e instabilidade institucional

    Marina pode oferecer uma nova esperança, mudando o clima. É no que estou apostando.

    Tomara que, desta vez, consigamos evitar o pior.

    Curtir

  5. Meu comentário foi retirado. Não esperava por isso,partindo de você,Celso. Decepciona-me não encontrar sequer vestígios de democracia por aqui. Infelizmente,não salvei tal comentário, pois, iria postá-lo aqui, insistentemente, todos os dias, só para atazaná-lo. Lamentável. Passarei agora a “desrecomendar” sua leitura a amigos que eventualmente possam se interessar. Lamentável.

    Curtir

  6. Ah Celso, dá licença, não consegui ler tudo, nada a ver vc colocar Marina como a revolucionária da vez, ah, tão quanto os que assumiram o poder na Líbia desfecho pelo qual vc torceu tanto(kd os novos revolucionários da Libia)

    Menos tá Celso

    Lara Resende

    Curtir

  7. Lara Resende,

    eu estou dizendo o tempo todo que a Marina é uma INCÓGNITA, preferível à CERTEZA de que, sob Dilma, a revolução não avançará um milímetro.

    Da mesma forma, o desfecho que eu queria para a Líbia era bem diferente. Kadhafi foi um dos déspotas mais bestiais das últimas décadas e também não tinha absolutamente nada de revolucionário, aquilo era apenas uma tirania pessoal.

    A esquerda tem um compromisso com a civilização, não pode apoiar exterminadores e torturadores, mesmo que sejam inimigos dos EUA. Isto é o que ELES fazem (“fulano é um grande FDP, mas é nosso FDP”). NÓS não podemos flertar com a barbárie.

    Abs.

    Curtir

  8. Não li o artigo de Emir Sader e não li totalmente o artigo acima. Não tem a menor dúvida que a grande imprensa omitiu e omite os empresários que apoiavam e apoiam Marina da Silva. Ela e seu partido não tem dinheiro, mas alguém está financiamento suas inúmeras viagens.
    ELA ESTÁ CERTA.

    Errado é a grande imprensa e os DOUTORES OLAVOS DE CARVALHO omitirem e criticarem apenas os aliados do Lula e outros considerados seus adversários.

    Como Roberto Jefferson disse para Heloísa Helena: a senhora nunca foi candidata a cargo majoritário. Quando for vai precisar de dinheiro para ganhar (eu completo: fazer alianças, enfiar a mão na, que é óbvio terão consequencias em um futuro governo)

    Curtir

  9. Strunfim,

    todos sabemos como foi o toma-lá-dá-cá dos governos petistas: maracutaias como a da transposição do rio São Francisco, das sedes da Copa, das contrapartidas aos grandes financiadores, etc. Isto vem desde as primeiras prefeituras petistas, foi o motivo da briga do Paulo de Tarso Venceslau com aquele compadre do Lula.

    Quanto à Marina, a história poderá se repetir, mas isto é coisa para o futuro. No presente, nada há a recriminar no fato de que a Natura, p. ex., a apoia. Bate com a imagem ecológica de ambas, pode ser (não digo que realmente seja) algo totalmente inocente.

    E o certo é que Lula e Dilma já desperdiçaram suas chances de fazer algo contra a podridão política no Brasil. A Marina provavelmente terá a sua chance adiante. Se fizer como o Lula e a Dilma fizeram, eu a criticarei tanto quanto critico agora o Lula e a Dilma.

    Mas, sou capaz de apostar que, pelo menos, nunca verei a Marina aos beijos e abraços com o Paulo Maluf.

    Um forte abraço!

    Celso

    Curtir

  10. Como acreditar que Marina na Presidência representaria um avanço?… Compartilho um texto de autoria de Rudá Ricci publicado 01 ano atrás: Alguma coisa já parecia estranha. Pedir que pastores intercedessem para colher assinaturas para a Rede Sustentabilidade estava mais para práticas coronelísticas que para inovação política.
    Mas ontem, Marina pisou com força no tomate. Fez um belo estrago no seu currículo. Ao solicitar que a Justiça afrouxe as regras, ou seja, exija que os cartórios aceitem as assinaturas coletadas por seus aliados sem conferência, revelou seu “jeitinho brasileiro”. Mais: se havia dúvida que seu quase partido se interessa mais pelo poder imediato que pela mudança real da cultura política tupiniquim, agora fica claro que é mais do mesmo. Não há como. Ingressar no mundo político com as atuais regras do jogo é nascer conservador e muito, mas muito distante da vida real do cidadão.
    E não tem forma mais cômoda de entrar nas regras do jogo reinventando o jeitinho brasileiro.
    Privilégio, este foi o pedido de Marina Silva.
    Quem te viu e quem te vê. (Do blog do Rudá Ricci, “Marina reinventou o jeitinho brasileiro. Quem diria?” – http://rudaricci.blogspot.com.br/2013/08/marina-reinventou-o-jeitinho-brasileiro.html

    Curtir

  11. Há muitas outras empresas.

    Dona Marina da Silva vai ter que juntar ao seu portfolio os aliados de Eduardo Campos: os Bornhausen, Caiado, Heráclito e outros. Ou não?.

    E quanto a citar Maluf. Está certo. Tudo bem!. Mas isto é seguir a grande imprensa. Seguir todo mundo.

    Eu poderia citar várias acusações contra o atual Governador Geraldo Aidimim. Com provas para denúncias do MP, mas vou citar a mais importante: o Estado de São Paulo está quebrado. Falido.

    Curtir

  12. Companheiro,

    indicar links de artigos alheios me coloca numa posição delicada. Deixei passar para que ninguém me acuse de censor, mas, se eu tiver algo a contrapor ao Rudá, o certo será fazê-lo diretamente, abrindo um post para tanto e dando-lhe conhecimento.

    Mas, como não se trata da pauta que eu considero mais apropriada neste momento, só me resta apenas colocar a posição dele no ar, como subsídio aos leitores.

    No mais, considero simplesmente ridículo magnificar-se o que seriam pecadilhos da Marina, colocando-os no mesmo plano dos pecados mortais dos governos petistas.

    Vêm-me à lembrança os torturadores do regime militar, que tentam igualar a exceção (alguns excessos cometidos pelos resistentes) à regra (os extermínios e atrocidades perpetrados como política de estado durante a ditadura).

    Abs.

    Curtir

  13. Eu li o seu livro e sei que age diferente. Mas tais temas me faz lembrar que muitos grandes Jornalistas foram contra a decisão da Justiça em não aceitar o registro do Partido REDE.

    É interessante. Contra os adversários e inimigos são implacáveis, nenhum deslize é tolerado. Como é mesmo?.: aos amigos os benefícios da lei, aos inimigos…

    O Palmeiras foi rebaixado, o Corinthians, foi rebaixado, o Vasco foi rebaixado. Parece que acabou “virar a mesa”.

    O Maluf foi detido, o Filho dele algemado até. O Partido que ia lançar Silvio Santos à presidencia recebeu um coice (inventaram uma coisa qualquer, inventariam qualquer coisa). E todos adoraram ver o Maluf preso. Depois o mesmo Delegado foi prender um banqueiro ligado aos Tucanos. AAAhh não. Aí não. Aí o Delegado não presta, e quase foi preso.

    Então porque quebrar o galho de Marina da Silva.

    Curtir

  14. Strunfim,

    seu desabafo está meio confuso. Espero que você não esteja acreditando que eu tenha alguma simpatia pelo Alckmin. Este blog tem 64 postagens com a tag Geraldo Alckmin e as 64 são negativas para ele…

    Aliás, defendi o impeachment dele quando da barbárie no Pinheirinho: sua polícia sequestrou um idoso do hospital para que não fosse visto o estado lastimável em que ficou, escondeu-o da imprensa e da família, depois de um certo tempo o coitado morreu.

    Uma série de juristas considerou que tal episódio era grave o suficiente para justificar o impedimento do governador Opus Dei. Eu apoiei firmemente tal posição. Infelizmente, para variar, a esquerda que está no poder não lutou por ela e a coisa não foi pra frente.

    Abs.

    Curtir

  15. Celso so vc ainda acha que Marina é uma incognita. Nesse momento ela tá no velorio de Campos,para onde foi levada pela direção do Itau.

    Quanto a questão Libia,nao elogiei Kadafi,apenas disse que os libios estão numa situação mil vezes pior, por lá grupos como AlQueda e fações tipo Isis, EstadoIslamico e cia instalam a tatica da terra arrasada

    Menos ai no seu furor anti-PT

    Lara Rezende

    Curtir

  16. Lungaretti,

    Sobre o texto em questão,postei comentário no 247. Educadamente como resposta—no que agradeço, expõe novos pareceres onde houve ponto de discordância. De minha parte, insisto no fato de não haver ingenuidade ( e provavelmente má- fé) em tal raciocínio/ ideia/ opinião. A começar pelo título de seu artigo, já comete equívoco: Pois que a “desqualificação (?) de MArina Silva desde 2010 existe.

    Sader sempre se posicionou da forma como o fez em seu texto recente: Marina é usada pela direita—consciente plenamente disso. E, sim, os que as ungem são crapulosos- pois que grandes sonegadores de impostos e movidos pelo lucro espetacular com enxugamentos de pessoal o tempo todo ( Itaú no caso) e juros exorbitantes ás custas do trabalhador. Natura brinca de sustentabilidade e fico pasma de , sendo vc um homem inteligente acreditar em tamanha bobajada quando ela se coloca par e passo com as miragens de Marina.

    Há que se sonhar ( o faço), todavia o momento pelo qual o País passa ( e digo referindo ao aspecto positivo, pois que os tem), não da para jogar um jogo mal jogado. Diz que Dilma seria a mesmice enquanto Marina ao menos nos traria a certeza de sair dela ( a mesmice). Estamos falando de quem vai dar conta de gerir a oitava economia Mundial. Dilma,com todos os atropelos e erros que entristece-me- vem conseguindo. Tolice supor que Marina não cederia onde Dilma teve de ceder. Ingenuidade imaginar que Marina peitaria o agronegócio, banqueiros e faria reformas que nem Lula e Dilma fizeram. Taxação de grandes fortunas por exemplo ( portanto uma reforma tributária). Reforma Política e tantas mais. Penso que Lula e Dilma a despeito de erros e mais erros foram e são os que fizeram um contingente imenso de coitadezas ( plagiando-lhe), se sentirem no direito e no prazer de ter o sonho como ponto de partida. A que preço? Certamente o não ideal, todavia não vejo nada além.

    Reduzir a desigualdade, batalhar para que menos pessoas passem fome, menos crianças morram sem terem 'nascido”, e permitir que os “invisíveis” 'pontuem', já é um grande feito para um pais onde na década de noventa seus governantes destruíram ( ai sim),o direito ao sonho mais elementar.

    Marina vem em má companhia: os que dirigirão o destino ( ô palavrinha), do Páis, são os mesmos de FHC e ainda mais ávidos para exercitar arrochos e 'malvadezas” contra os de sempre.

    Lara Rezende e Gianette da Fonseca são emblemáticos de uma era que quem a viveu os quer muito longe.

    Se Marina é de esquerda- não está esquerda há muito. Sua passagem pelo Ministério do meio ambiente foi um enrosco só. As obras paradas sempre eram, exatamente por demoras que ela com sua teimosia e mania de proteger espécies que não o 'Homem” como prioritário,fazia de tudo para o embargamento. Minc- esse sim, colocou e convocou a que houvesse andamento em tudo. Marina é o xodó das Ongs internacionais e em País que necessita de crescimento, depois de o mundo dos grandes terem destruído o planeta, não é justo que queiram que façamos o que não fizeram. Basta ver as teorias de Gianette da Fonseca em se tratando de 'Sustentabilidade”. Um acinte, caro Lungaretti.

    Paro por aqui. Continuarei 'seguindo'-lhe em seus post, como sempre fiz. Até mais. Malu Ferreira

    Curtir

  17. Caro Celso
    A direita e a ultra esquerda,malham mais o PT, Dilma e Lula do que a Geni.Entre eles, você.
    Estão fazendo da Marina, a mesma comoção do 11 de Setembro.
    Nos dois casos, a direção ideológica é a mesma.
    O avanço da direita.
    Saudações

    Curtir

  18. Marina, neste momento, cai como uma luva para as pretensões da oposição em derrotar o PT. Ela pode não ser o “sonho dourado” da direita, mas é o nome mais forte para dar um chega pra lá na Dilma. Claro que a rapaziada da oposição tentará impulsionar a imagem dela para que tire votos da petista, e force um segundo turno com o Aécio. Mas, na hipótese da candidata do PSB ultrapassar o psdebista, entrará com força na reta final das eleições e com grande chance de vitória, contando com o apoio pleno da direita.No governo, pode até tentar defender seus projetos de sustentabilidade, mas, sem o devido apoio, será esmagada. O Sistema a “engessará”, assim, como fez com o PT.(se bem que quem entra neste jogo, concorda com as regras)Enfim, tudo para manter a tal “governabilidade”

    Abração, Celso

    Marcelo

    Curtir

  19. O Marcelo, aqui acima, disse que só se vende quem QUER se vender. O PT está nisso em todos os sentidos, e não há porque o deferndermos, portanto, contra a Direita. De que vale ser de esquerda, se o projeto político é todo vendido, deturpado e etc? O PT tinha forças para mudar a sociedade, de baixo pra cima como deve ser e há de ser um dia. Se não o fez, é por alguém pagou para que não o fizesse. Edir Macedo não daria de graça 10 MILHÕES DE REIAIS a uma campanha presidencial do PT, como ocorreu um dia desses. Eu corto o meu saco fora se o pilantra do Emir Sader disser alguma coisa a respeito.

    Curtir

  20. A Dilma é agredida desde 2010, na maior parte das vezes com mentiras. Incrível como o sentimento e o ódio anti-PT contaminam até pessoas com bom nível de conhecimento. Criticar os blogs petistas e não a grande mídia, que está apoiando a Marina, também não é legal.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s