O POSTE QUE VIROU PREFEITO SE GABA DE TER INSPIRADO JOGO SUJO CONTRA MARINA

O prefeito Fernando Haddad se vangloria, em entrevista à Folha de S. Paulo (vide aqui), de haver dado ao marqueteiro de Dilma Rousseff a ideia de atacar a ligação de Neca Setúbal com Marina Silva.
Para quem não é de São Paulo, informo: Haddad foi  o poste que o Lula conseguiu eleger em 2012, repetindo a façanha de Paulo Maluf, que fizera de Celso Pitta o burgomestre da maior cidade brasileira (seu mandato terminou melancolicamente, sob uma saraivada de denúncias de corrupção). 
Numa pesquisa do início deste ano, Haddad ocupava o último lugar entre os prefeitos das capitais brasileiras: 60% dos paulistanos consideravam sua gestão “ruim” ou “péssima”.
Em termos de (crassa) incompetência e de (elevadíssima) taxa de rejeição, Haddad é o Pitta 2. Mas, há uma diferença entre ambos: a criatura malufista mantinha uma certa compostura pessoal, enquanto temos enorme dificuldade para concluir se o trotskista que virou suco é pior como administrador ou em termos de caráter.
Pois o Haddad sempre soube que a Neca não apita neca no Itaú, tratando-se de uma mera herdeira que saca seus rendimentos e jamais atuou como banqueira. E como sabe disto? Simples: foi por ela apoiado na campanha eleitoral de 2012!!! 
Então, o Haddad precisaria esclarecer ao respeitável público o seguinte: quando aceitou e agradeceu o apoio da Neca, ele estava sendo ajudado por uma educadora ou sendo cooptado por um banco? Era um vendido em 2012 ou é ingrato e caluniador hoje?
Anúncios

2 comentários

  1. Ser apoiado é uma coisa, financiado é bem diferente. E o “poste” Doutor em Filosofia é muito bom Prefeito pois dá prioridade ao transporte coletivo e também para as ciclovias. A má avaliação é pela sua política de comunicação amadora face ao profissionalismo da manipulação da informação praticada pela imprensa corporativa. O “Bom Dia SP”, por exemplo, “bate” todos os dias no Prefeito e tenta “desconstruir” sua ótimas iniciativas como os corredores de ônibus e ciclovias. Ele deveria ignorar completamente a velha mídia e apostar na instantaneidade dos “tuítes” e de um site informativo (e seguro), com um comunicação dividida em segmentos sociais, etários e rebatendo toda a desinformação espalhada pela mídia corporativa.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s