O FIDÉLIX ENGANOU MUITOS BOBOS, NA CASCA DO OVO…

Variação de uma velha piada (1)
As grosserias homofóbicas do Levy Fidélix no debate eleitoral da Record me fizeram lembrar uma mesa-redonda esportiva que eu via lá por 1962, 63, quando voltava do ginásio. Invariavelmente, um jornalista carioca cinquentão (Zé Maria qualquer coisa) ou o Mário Trigo (dentista da Seleção Brasileira) fazia alguma afirmação bem ofensiva ao futebol paulista ou ao Palmeiras, sendo apoiado de imediato pelo outro.
O palmeirense Milton Peruzzi subia nas paredes. Mesmo a tevê sendo em preto-e-branco, dava para perceber que sua careca ficava vermelha como um pimentão. Soltava-lhes todos os cachorros em cima, espumando de raiva.
O tal Zé Maria e o Trigo não davam a mínima. Apenas trocavam olhares irônicos, esforçando-se para não rirem. A mensagem era óbvia: “Tiramos o bobalhão do sério mais uma vez!”.
Foi o que o Fidélis fez: provocou os Peruzzis da atualidade, levando-os a agirem exatamente como queria, com beijaços, tuitaços, críticas inflamadas na internet e até na grande imprensa, etc.
Visual de um velho personagem (2)
Mesmo a OAB levou água para o moinho dele, ao representar ao TSE pedindo a cassação de sua candidatura. De que adianta, se não é uma candidatura para valer, e sim para aparecer? Vitimizá-lo, ainda por cima?!
Já a atitude correta em relação a tais figuras folclóricas no mau sentido foi a esnobada que o Fernando Collor deu no Enéas Carneiro, em debate de prefeituráveis no ano de 2000.
Quando recebeu a incumbência de formular-lhe uma questão, olhou o bufão barbudo, pensou um pouquinho e não achou nada para perguntar. Então, ordenou: “Fale qualquer coisa aí”.
O Enéas desceu o cacete no Collor. Na hora da réplica, este, com um gesto de pouco caso, liquidou a questão: “Pode continuar”.
Ou seja, os Enéas e Fidélix só merecem isto: não serem levados a sério.

Notas:

  1. Moça ingênua pergunta ao médico se sexo anal engravida. “Claro!” – responde ele. “É assim que nascem os políticos.”
  2. Enéas Carneiro era, cravado, o Dr. Bactério das tiras de Mortadelo & Salaminho, personagens do cartunista espanhol Ibañez.
Anúncios

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s