SE A ESCOLHA DO PT FOR ENFRENTAR AÉCIO, TERÁ DE RESPONDER POR UMA EVENTUAL VITÓRIA TUCANA.

É inteiramente correta esta análise do colunista Fernando Rodrigues na Folha de S. Paulo desta 4ª feira, 01/10:

Foi muito bem sucedida a estratégia petista de ataque a Marina. Numa eleição tão cheia de incertezas, ninguém duvida da presença de Dilma Rousseff no segundo turno.

Mas o cenário é mais sofisticado. Dilma e seu marqueteiro, João Santana, transformaram-se nos ‘senhores do universo’ desta eleição…

A dupla tem o poder de modular o processo de desossar Marina. Pode decidir quem passará ao segundo turno ao apertar um pouco mais o botão ou ao suavizar a ‘blitzkrieg’. Aécio fica ali embaixo com uma bacia coletando os votos que desabam da prateleira marinista. 

Ocorre que parece ter chegado a um limite o benefício direto da estratégia para Dilma. Ela tem hoje os mesmos 40% registrados no último dia 26. Seus comerciais vitriólicos na TV fazem os votos perdidos por Marina deslizarem para Aécio.

Se os ‘senhores do universo’ Dilma e Santana desejarem, podem pisar no acelerador e catapultar Aécio ao segundo turno. A alternativa é reduzir a guerrilha, permitindo que Marina passe à rodada final de votação. A decisão será tomada depois de ponderar a respeito de quem seria o adversário mais fraco contra Dilma numa disputa mano a mano.

A julgar pelo demonstrado até agora pelo Palácio do Planalto, Marina é uma candidata muito mais indesejada do que Aécio…

Mas, se continuarem até domingo satanizando Marina com métodos tão sórdidos quanto os de Goebbels e Stalin, ambos estarão correndo o risco de levarem a verdadeira direita ao poder.
Pois, por mais que finjam acreditar no contrário, sabem muito bem que ela atende pelo nome de Aécio Neves. Só perfeitos idiotas engolem as patranhas de que Marina representaria bancos, Soros, CIA ou a Spectre dos filmes de 007.
Caso acabem pavimentando o caminho para o retorno triunfal dos tucanos, terão de responder por isto mais tarde. Eu lhes atirarei na cara tal vilania até o último dia da minha vida. Acredito que os omissos de hoje também vão começar a fazê-lo… depois que a vaca for pro brejo. Mas, aí será tarde. A hora de cobrar coerência é agora!

O maior tiro pela culatra que maquiavélicos deste tipo deram, na minha avaliação, foi o disparado por Tancredo Neves em 1984. Embora oposicionista, fez uma articulação de bastidores com parlamentares situacionistas dispostos a abandonarem a canoa furada da ditadura, como bons ratos que eram. 
Assim, os conchavados por Tancredo votaram em peso contra a Emenda Dante de Oliveira, que restabelecia as eleições diretas para presidente da República. Em seguida, desertaram do PDS e, na eleição indireta, deram ao velho conservador mineiro os votos necessários para eleger-se sem povo e na contramão da vontade do povo (nas urnas, Brizola teria feito picadinho dele).
O crime perfeito foi punido pela única Justiça que ainda poderia intervir, a divina (ou, conforme o gosto do freguês, o acaso): Tancredo ganhou, mas não levou. Morreu às vésperas de ser empossado.

É o que pode acontecer novamente. Canso de alertar que o desgaste de 12 anos no poder, o evidente esgotamento das bandeiras petistas e o péssimo momento da economia brasileira podem acarretar a derrota da Dilma até mesmo contra Aécio.

Aí, o PT terá trocado sua filha pródiga pelo antípoda, o inimigo de classe.
De quebra, a volta ao Palácio do Planalto de um partido bem estruturado para governar tende a significar outros mandatos na sequência, enquanto Marina dificilmente passará de um.
E, claro, entre uma reformista e um direitista, não há nem discussão: esquerdistas que raciocinem com a cabeça fria, sem estarem transtornados pelo receio de perderem suas boquinhas, só podem preferir a primeira.
Anúncios

6 comentários

  1. O que chama a atenção aí, é a falta de consistência desse eleitorado
    marineiro. Se é como você falou, se depende da campanha petista 'escolher' quem vai para o segundo turno com Dilma, eu só posso dizer que esse povo que vota hoje em Marina, o faz sem convicção alguma, passou a votar nela ao sabor emocional da tragédia que tirou Eduardo do páreo, e agora retrocede seu voto, igualmente ao sabor da campanha que se faz contra a candidata…

    Mas aí vem a pergunta que não quer calar, professor: Havendo um segundo turno entre Dilma e Aécio, quem você apoiará? Ou vai adotar a covarde tática da neutralidade?

    Curtir

  2. Ronaldo,

    esse povo votaria nela pelo que é (a coitadeza que tinha tudo contra na vida, deu a volta por cima e se tornou uma combatente de causas justas) e está desistindo de votar em função do que não é (o espantalho que a propaganda enganosa do PT inventou).

    A gente simples é muito crédula, Ronaldo. E o João Santana… é melhor eu nem falar, porque ele poderia me processar também.

    De resto, meus votos não são mistério nenhum.

    Luciana Genro no 1º turno, mas poderiam ser também os candidatos do PCB, do PCO ou o do PSTU. São os quatro que se definem como dispostos a acabar com o capitalismo, que é a prioridade suprema no Brasil e no mundo (antes que ele acabe com espécie humana!).

    No 2º turno, votarei na Marina contra a Dilma ou o Aécio; e, tampando o nariz, na Dilma contra o Aécio, pois, para um homem de esquerda, uma reformista é sempre preferível a um direitista.

    Curtir

  3. Considero muito improvável a vitória de Aécio.

    Se, por um lado, existe algum sentimento de insatisfação em relação ao PT em termos políticos, o caso é que a economia brasileira continua “bem”, segundo aquilo que um governo como esse aí considera “bom”. A economia de crediário, esta coisa em si mesma tão neoliberal, continua ativa, ainda que tenda a se retrair em alguma medida; os assuntos do governo para com a economia nacional ainda aparecem como estando muito claramente arranjados e etc.

    Por alguns motivos, penso que teremos por aí uma continuidade, tanto no governo da Federação quanto nos estados. Até que as condições da sociedade em geral exijam coisa nova, de tal maneira que a política de verdade prevaleça e ponha o márquetchim de tudo que é tipo em seu devido lugar.

    Até lá, veremos ainda esse governo do PT dando-se ao desfrute de comemorar o progresso do Brasil em todos os níveis, em termos de cultura, democracia, educação, justiça social, segurança pública, saúde, saneamento básico, e por aí. E haverá gente disposta a acreditar em cada coisa que disserem: não vá ninguém se esquecer de que somos um povo cuja massa de estudantes universitários comporta 38% de analfabetos funcionais. Isso segundo os dados divulgados pela Ação Educativa de São Paulo, porque, segundo a PUC do Distrito Federal, esse número ultrapassa os 50%.

    Curtir

  4. Quanto delírio num texto. Ao PT não cabia escolher ninguém e enfrentar qualquer candidatura que naquela conjuntura da campanha oferecesse mais risco. Marina foi celebrada pela imprensa como a Salvadora da Pátria golpista que via-se confrontada com a iminente vitória petista no 1° turno. Por que se eximiria de focar sua crítica nela? Acho que você e o restante que fez esse discurso vitimizador de Marina,uma tática dela,quer dizer, a mídia empresarial anti petista como um todo, na certa não têm água choca na cabeça, para achar sinceramente que qualquer outro partido não faria o mesmo.Até o Aécio fez. Ridícula essa queixa…é o velho choro baixo. E Marina!? Não salvou se nem a si mesma,quanto mais a pátria.

    Curtir

  5. Fábio,

    o próprio Rui Falcão agora admite que teria sido melhor enfrentar a Marina do que o Aécio. A primeira viria com um esquema amador, os tucanos têm um staff profissional, tanto que a espionagem deles desencavou o irmão da Dilma trabalhando numa prefeitura do PT.

    Ademais, insisto, o inimigo de classe é e sempre foi o Aécio. A Marina não passa de outra reformista, tanto quanto a Dilma.

    Ou seja, eu estive certo desde o primeiro momento e os “çábios” do PT errados. Bastaria terem feito uma campanha limpa que o 2º turno seria Dilma x Marina. Agora, estão correndo sério risco de devolverem o poder pros tucanos.

    E vc tem a coragem de vir me criticar, apenas porque, o tempo todo, tive uma visão mais acurada do que o PT?! Tenha paciência.

    Curtir

  6. Meu caro Eduardo,

    não subestime o PIG. Nem a flagrante superioridade do Aécio nos debates. São o que pode desequilibrar.

    E, na política como no futebol, quem comete erros demais, geralmente perde. O PT fez uma campanha tão truculenta quanto burra.

    Abs.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s