AGORA É A DIREITA QUE LANÇA UM ALERTA ESTRIDENTE SOBRE LULA

Depois de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não ter sido incomodado pela Polícia Federal no último fim de semana, ao contrário do previsto pelo jornalista e blogueiro Eduardo Guimarães, agora é a vez de um notório direitista da imprensa lançar um alerta estridente (vide aqui): Reinaldo Azevedo acredita que Lula esteja preparando sua fuga para o exterior.

 

Negando haver recebido alguma informação de bastidores, ele alega tratar-se apenas de uma dedução lógica: 

O discurso no qual os petistas insistem não é compatível com o de um réu que está disposto a provar sua inocência. Ele se parece mais com o de um fugitivo tentando convencer a opinião pública mundial de que estava sendo vítima de um regime de exceção.

É também sob este prisma que RA avalia a campanha internacional em defesa do Lula que sindicalistas brasileiros lançarão nos próximos dias (pois seu efeito, segundo ele, será “contraproducente” em termos de Brasil e Justiça brasileira, daí sua dedução de que já faria parte do plano de fuga).

Bem, elucubrações há para todos os gostos. Baseando-me igualmente na lógica, eu poderia supor que:

  • os comunicadores de direita estejam tentando influenciar Sérgio Moro e outras autoridades, no sentido de que coloquem logo Lula atrás das grades; ou
  • que tal decisão já tenha sido tomada e se trate, agora, de preparar a opinião pública para receber a notícia.

Afinal, RA faz carreira satanizando Lula, a quem atribui sempre a pior das intenções. Se eu adotar a mesma postura com relação a ele, RA, fará sentido imaginar que esteja querendo entregar à veja o troféu por ela mais ambicionado há décadas: a cabeça do Lula (simbolicamente) empalhada, para pendurar na parede ao lado da do Zé Dirceu.

Lula tem debochado quando repórteres tocam no assunto (“Vou pedir asilo em Garanhuns!”). Seja como for, não sou eu quem dirá a um marmanjo prestes a completar 71 anos como ele deva proceder. Apenas aconselho-o a pensar bem no assunto, refletindo sobre se terá estrutura emocional para aguentar a barra do isolamento entre estrangeiros indiferentes.

Geraldo Vandré não suportou o exílio, entrou em parafuso e tomou a péssima decisão de negociar sua volta com a ditadura militar, que o transformou num zumbi. 


Manuel Zelaya enfiou-se na embaixada brasileira em Honduras pensando que as massas se levantariam para recolocá-lo no poder, tendo quatro meses depois de sair com o rabo entre as pernas, garantido por um salvo-conduto para a Nicarágua. 

Edward Snowden pediu asilo para duas dezenas de países antes de aceitar o oferecido pela Rússia, onde hiberna há três anos, dando uma entrevista de vez em quando. E por aí vai.

 

Então, a opção para Lula seria entre uma prisão brasileira e o semi-anonimato no exterior, pois a narrativa do golpe não lhe garantirá muitos holofotes no exílio.  Os gringos estão se lixando.

 

Talvez Bolívia (*), Equador ou Venezuela lhe concedam honras de herói, desde que se disponham a incorrer no desagrado do governo brasileiro. Suponho que, num destes países, é onde Lula iria sentir-se melhor. Mas, é também onde mais facilmente será esquecido pelo resto do mundo.

* Aí a História se repetiria mesmo como farsa, pois foi o país onde o rouba-mas-faz Adhemar de Barros se refugiou em 1956 para escapar de uma condenação a dois anos de reclusão…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s