O OPUS DEI, HERANÇA MALDITA DO DITADOR FRANCO, PODERÁ HERDAR A CADEIRA DE ZAVASCKI NO STF!

Um dos principais candidatos à cadeira de Teori Zavascki Gandra no Supremo Tribunal Federal é Ivas Gandra Martins, o mais conhecido expoente do Opus Dei no Brasil. 

Como tal, participou em 2006 da campanha presidencial de Geraldo Alckmin, notório membro de tal sociedade ultra-arqui-super-mega-reacionária de fundamentalistas católicos, que se tornou influente primeiramente na Espanha, onde teve participação marcante no governo do ditador Francisco Franco. 

Tem mais: é devido à enorme influência exercida pelo Opus Dei sobre a grande imprensa que Gandra aparece tanto na mídia, abordando grandes temas nacionais e posando de eminente jurista. No próprio meio jurídico, entretanto, ele está muito longe de ser uma unanimidade como o Dalmo de Abreu Dallari, p. ex. Embasbaca os leigos, mas não os iguais. 

 Trata-se, na verdade, de um dos principais advogados tributaristas do País. Sua expertise é no mister de apontar aos ricaços os melhores caminhos para pagarem menos impostos e defendê-los quando acusados de sonegação.  

Mas, se na década de 1990 ele só ousava dar entrevistas e escrever artigos sobre assuntos fiscais, passou neste século a deitar falação sobre muitos temas em evidência, sempre travando o mau combate: expressa as posições de uma direita tão iníqua quanto embolorada. Depois que o prestígio da Tradição, Família e Propriedade minguou, Gandra se tornou o mais proeminente porta-voz do conservadorismo brasileiro.  

Não é um novo bárbaro, como Donald Trump. É um cidadão que mentalmente continua vivendo na idade das trevas, tanto que até escreveu um livro sobre O senhor dos anéis, uma saga de óbvia inspiração medieval. Trata-se de uma fantasia coerente com a impressão que Gandra transmite, de alguém que nos quer levar de volta para os velhos e bons tempos do Torquemada. Uma espécie de Cezar Peluso muitas vezes piorado. 

Eis o alerta que o bom jornalista Bernardo Mello Franco lançou a seu respeito, na Folha de S. Paulo desta 4ª feira (25):.

O CANDIDATO DA FIESP

Por Bernardo Mello Franco

A mulher deve obedecer ao marido assim como os filhos devem obedecer aos pais. A legalização do divórcio aumentou o número de filhos desajustados. A união entre pessoas do mesmo sexo é tão imprópria quanto o casamento de um homem com um cavalo. 

As ideias lembram o século 19, mas foram defendidas por Ives Gandra Filho em artigo publicado em 2012. Presidente do Tribunal Superior do Trabalho e amigo de Michel Temer, ele desponta entre os favoritos para ocupar a vaga de Teori Zavascki no Supremo. O ministro Gilmar Mendes é seu maior cabo eleitoral. 

Ligado à Opus Dei, Gandra encarna o ultraconservadorismo de toga. No site do TST, ele informa que adotou o celibato por “decisão de Deus”. A crença e as opções do ministro só dizem respeito a ele, mas sua ideia de sociedade interessa a todos —se for alçado ao Supremo, ele decidirá sobre temas que afetam a vida e os direitos de milhões de brasileiros.

É para este mundo que ele nos quer levar

No texto em que defende a submissão da mulher, Gandra critica decisões da corte que legalizaram a união civil de homossexuais e as pesquisas com células-tronco. Arautos da bancada religiosa no Congresso, como o pastor Marcos Feliciano, aderiram ao lobby por sua nomeação. 

Os políticos fazem barulho, mas quem mais investe na campanha é o empresariado. O presidente da Fiesp, Paulo Skaf, lidera a mobilização. Ele me disse que Gandra “é um grande brasileiro e poderá ser um grande ministro do Supremo”. Citado nas delações da Odebrecht, o peemedebista afirma não ter “nenhuma preocupação” com a Lava Jato. 

Para a associação dos juízes trabalhistas, Gandra virou o candidato da Fiesp porque defende os interesses dos patrões em prejuízo dos trabalhadores. “Ele é um aliado dos empresários na missão de desmontar a CLT. 

Nomeá-lo para o Supremo seria um erro histórico”, afirma o presidente da Anamatra, Germano Siqueira. A assessoria de Gandra diz que ele não quer dar entrevistas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s